Dia da Mata Atlântica: CB27 defende a restauração do bioma

27/05/2021
Notícias

As cidades integrantes do Fórum de Secretários de Meio Ambiente das Capitais Brasileiras – CB27 divulgaram hoje (27), no marco do Dia Nacional da Mata Atlântica, a carta “Mata Atlântica restaurável: um caminho para a mitigação e adaptação das capitais brasileiras às mudanças climáticas”.

 

A Mata Atlântica é o bioma mais devastado e ameaçado do Brasil, com somente 12,4% da sua área original coberta por florestas. Apesar do histórico de 500 anos de ocupação humana, o bioma é um dos mais importantes hotsposts para a conservação da diversidade biológica do mundo, abrigando mais de 20 mil espécies, muitas delas ameaçadas de extinção.

 

“Conservar, proteger e restaurar a Mata Atlântica, superando suas vulnerabilidades e valorizando suas riquezas, são tarefas estratégicas dos governos subnacionais brasileiros e prioridade do Fórum CB27”, aponta o documento.

 

Elaborada com o apoio da SOS Mata Atlântica, a carta defende que a restauração tem papel estratégico “para garantir o abastecimento de água para as cidades e para a sua adaptação em relação ao enfrentamento das mudanças climáticas, em especial para as cidades das áreas costeiras do Brasil e de regiões metropolitanas que já se encontram em situação de insegurança hídrica.”

 

Subscrevem a carta “Mata Atlântica restaurável: um caminho para a mitigação e adaptação das capitais brasileiras às mudanças climáticas”:

 

  1. Eduardo Cavaliere – Rio de Janeiro – Coordenador Nacional
  2. Edna de França Ferreira – Salvador – Coordenadora Geral de Mata Atlântica
  3. Rodrigo Ravena – São Paulo – Coordenador Regional do Sudeste
  4. Fábio Braga – Florianópolis – Coordenador Regional do Sul
  5. Carlos Ribeiro – Recife – Coordenador Regional do Nordeste
  6. Alan Lemos – Secretário Municipal do Meio Ambiente de Aracaju
  7. Welison Araújo Silveira – Secretário Municipal de Meio Ambiente de João Pessoa
  8. Marilza Oliveira Dias – Secretária Municipal de Meio Ambiente de Curitiba

 

Confira a carta na íntegra!